Infâmias

Sarcasmo, ironia e acidez

As aparências enganam II

Posted by Sátiro em abril 20, 2009

Impossível não postar essa. Ao que parece o nosso amigo Paul Potts tem uma irmã.

Susan Boyle é uma escocesa de 47 anos, bastante… hum… desprovida de encantos estéticos. Ela participou do programa “Britains got talent”, um reality show para cantores amadores que concede aos mesmos a chance de uma breve apresentação e a possibilidade de profissionalização aos vencedores. Se a história está começando a parecer familiar, é porque é mesmo: é idêntica à de Paul. Uma moça feia e visivelmente desacreditada vai a um programa de calouros (o mesmo programa, aliás), escolhe uma música dificílima e após gerar reações de desdém do público e dos jurados, faz uma apresentação que arranca reações acaloradas e emocionadas de todos. Emocionante e bonito de se ver.

Talento e empenho 2 x 0 Ditadura da estética

Anúncios

2 Respostas to “As aparências enganam II”

  1. Andando e conhecendo a Blogsfera, vi um comentário teu em outro blog (já não sei mais onde…rs) e vim dar uma olhada e conhece-lo!
    Vi o vídeo dela logo que começou a circular na net, e realmente fiquei emocionada e me dei conta do quanto somos preconceituosos e levados pelas aparencias… quanto ao “Paul”… perdi 😦

    Deixando beijos.

    Nat

  2. Mirella said

    Não conhecia o Paul Potts, acabei de ver os vídeos por indicação daqui..
    Também não conhecia seu blog, conheci através do Manual do Cafajeste…
    O qual conheci há pouco, através de uma comunidade do orkut… Ou seja, não sou lá A internauta, mas realmente tem muita coisa boa – boba-boa também – do outro lado da telinha. Vou viciar neste também!
    Mas… entrando no mérito do post, eu não sei se sou muito sentimental ou o quê, mas ambos casos me emocionaram muito. Não só pelo talento 10 x 0 ditadura da estética, mas pela guinada (como diria Carla Perez, 360 graus!) na vida dessas pessoas! Imagina, a Susan nunca beijou… este Paul não deve ter tido muitos sucessos amorosos na vida… e agora vai encher de gente atrás deles. E para se livrar disso, é preciso uma pitada de maldade… e isso só vem com a experiência de vida (no caso da Susan, zero! Eu penso muito o que vai ser deles no meio midiático).
    PS: O cara cantou Nessun Dorma enquanto o Pavarotti era vivo… que audácia!!!

    Resposta: O Paul ainda me emocionou mais, porque a moça era feia mas super simpática e desenvolta, mas ele parecia ‘O’ tímido. Obrigado pela visita, Mirella.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: