Infâmias

Sarcasmo, ironia e acidez

Recuts: quando as coisas não são exatamente o que parecem

Posted by Sátiro em julho 9, 2008

Vamos falar de cinema! Este é um assunto que eu adoro, e quando penso nisso me vêm logo à cabeça vários títulos de filmes que eu considero especialmente marcantes por um motivo ou outro. Tenho certeza de que todos têm a sua seleção pessoal. Os que me lembro de imediato são:

  • “Matrix” e “O silêncio dos inocentes”, aqueles belos e tocantes romances,
  • “O exterminador do futuro”, aquele dramalhão;
  • “O rei leão”, meu filme de terror preferido, e
  • “Seven”, aquele polêmico romance gay.

Calma, pessoal, esse site não faz apologia às drogas, e eu não as consumo. Tá, eu confesso; já tomei Nova Schin, mas foi só uma vez.

Os filmes acima são exemplos de vítimas do “recut”, uma prática muito divertida que consiste em fazer trailers falsos de filmes reais. A idéia é editar as imagens de forma a fazer parecer que o roteiro do filme é bem diferente. Alguns resultados ficam bem divertidos, como os citados:

“Matrix” – pode um homem se apaixonar por alguém que só viu uma vez?


“O silêncio dos inocentes” – Um homem, uma mulher, uma paixão instantânea

“O exterminador do futuro” – A pobre Sara se apaixona pelo homem errado, mas o … hum… “homem” certo acaba aparecendo

“O rei leão” – Terror de gelar o sangue nas veias

“Seven” – Considerado pela crítica o Brockback Mountain urbano

Descobrir sobre essa prática foi legal porque eu me lembrei de um trailer que vi na Internet há anos atrás e me deixou com aquela cara de cachorro olhando de lado sem entender nada, exatamente como eu ficava quando via aqueles adesivos de carro que diziam “Em caso de arrebatamento esse carro ficará desgovernado”. Levei anos pra descobrir o que significavam.

O trailer em questão mostrava uma suposta sequência do filme Titanic, onde o Leonardo di Caprio seria encontrado congelado no fundo do mar, reanimado, e agora estaria perdido numa cidade que ele não conhece, numa época moderna, sem conhecer ninguém. Achei aquilo muito doido, completamente nonsense, pegar um blockbuster de drama e aventura e transformar num filme de ficção sem pé nem cabeça desse jeito, mas como não tinha Youtube na época, e eu não tinha como obter maiores informações sobre o trailer, deixei pra lá. Quando li sobre os tais recuts, me lembrei disso na hora, e não deu outra:

Em tempo: os adesivos citados fazem alusão a um evento citado na bíblia chamado de arrebatamento, que diz que no dia do juízo final os escolhidos serão levados direto pro céu e desaparecerão de repente da Terra. Então o que a frase significa na verdade é: “Ei, eu sou crente e acredito que se o juízo começar agora, eu vou desaparecer e esse carro vai ficar sem motorista e consequentemente descontrolado!”.

Anúncios

Uma resposta to “Recuts: quando as coisas não são exatamente o que parecem”

  1. Rê F. said

    tá vendo… eu nunca conheceria esse tipo de coisa se naum fosse por vc!! rsrs… Obrigada!!!

    Adorei o do seven!!! hahahaha…
    Beijos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: